Biografia de Boss Ac




Ângelo César do Rosário Firmino, mais conhecido pelo seu nome artístico Boss AC, nascido aos 31 de dezembro de 1975, é filho da cantora cabo-verdiana Ana Firmino e do pintor cabo-verdiano António N. Firmino (Toi Firmino). Nasceu em Cabo Verde, e veio foi a Portugal ainda pequenino onde em Lisboa passou a sua infância e adolescência; é um rapper e cantor de hip hop português e considerado um dos pioneiros do hip hop português.

Carreira musical
Boss AC iniciou a sua carreira musical no final dos anos 80. Chegou a ser vocalista dos Cool Hipnoise, depois Boss AC foi um grupo composto por AC e Q-Pid. Fez também várias participações especiais em discos dos Da Weasel, General D e Fernando Cunha, dos Delfins, o que lhe deu algum impulso no mundo da música.

Por essa altura ganharam alguma projecção rappers oriundos maioritariamente da cintura periférica da grande Lisboa. Esse movimento veio a traduzir-se na compilação “Rapública” (Sony, 1994) na qual Boss AC foi responsável pela produção, autoria e composição dos temas “Generate Power” e “A Verdade”. Sendo os primeiros temas próprios lançados em disco, Rapública marcou o arranque definitivo da carreira do artista.

Em 1996, foi o autor do hino de campanha de Cavaco Silva.

Prémios, reconhecimento e colaborações
Após a edição de Manda Chuva, em 2002, Boss AC juntou-se a Gutto (também chamado de Bantú nessa altura), o líder dos Black Company, uma das bandas que gravaram no Rapública, autores do que provavelmente foi o primeiro grande sucesso do rap português, o tema “Nadar”. Boss AC e Gutto formaram a No Stress, actualmente uma das maiores produtoras de hip-hop em Portugal.

Nos anos seguintes, o rapper participou em trabalhos dos Xutos & Pontapés e dos Santos & Pecadores, compôs para cinema (“Zona J”, “Lena”) e televisão (“Masterplan”, “Último Beijo”).

Em 2006, o cantor foi candidato pela segunda vez consecutiva aos prémios da MTV Europe, na categoria de Best Portuguese Act, proeza nunca alcançada por outro músico em Portugal.

Boss AC tem participado em vários festivais de música cabo-verdianos, entre os quais o afamado Festival da Baía das Gatas, em São Vicente, o primeiro do género em Cabo Verde e geralmente considerado o mais conceituado.

Em 2007, Akon convidou Boss AC para um remake do êxito “I Wanna Love You”, incluindo videoclipe. Esse tema acabou por ser ouvido nos EUA, ficando em posições notáveis nas tabelas.

Discografia
Manda Chuva (Valentim de Carvalho (NorteSul), 1998)
Rimar Contra a Maré (Valentim de Carvalho (NorteSul) – EMI, Dezembro 2002)
Ritmo, Amor e Palavras (Hightower Productions, Absolute Audio, Março 2005)
Preto no Branco (Valentim de Carvalho (NorteSul) – EMI, Março de 2009)
AC Para os Amigos – (Universal Music, Fevereiro de 2012)

Colaborações/Participações
Colectânea “Rapública” (1994) – temas “A Verdade” e “Generate Power”
CD “Pé Na Tchôn, Karapinha Na Céu” (1995) de General D – participa nos temas “Atake dos Carapinhas” e “Jam Session”
CD “Dou-lhe Com A Alma” (1995) dos Da Weasel – participa no tema “Dou-lhe Com A Alma”
Colectânea “Espanta Espíritos” (1995) – participa no tema “Apenas Um Irmão”
CD “Tá-se Bem” (1996) dos Kussondulola – participa no tema “Terezinha”
CD “Funky, Trunky, Punky” (1996) de Gimba – participa no tema “Executivo Improdutivo”
CD “Filhos da Rua” (1997) dos Black Company – participa no tema “Genuíno”
Mixtape “Ghetto Talk Part.2” (1997) de DJ Bomberjack – participa num tema
Colectânea “Todos Diferentes, Todos Iguais” (1997) – tema “Ménage à Trois”
Mixtape “Reencontro do Vinil Vol.1” (1998) de DJ Bomberjack – um tema
CD “Invisível” (1998) de Fernando Cunha – participa no tema “Só Há Tempo Agora”
CD “Zona J – Banda Sonora” (1998) – temas “Anda Cá Ao Papá” e “Andam Aí”
CD “Voar” (1999) dos Santos & Pecadores – participa no tema “Saber De Ti”
CD “XX Anos, XX Bandas” (1999) dos Xutos & Pontapés – versão de “Não Sou o Único”
Colectânea “Tejo Beat” (1998) – tema “It’s All Right”
Mixtape “Volta a dar Cartas em 99” (1999) de DJ Bomberjack – um tema
CD “Operação Alfa” (2000) dos SSP – participa no tema “Every Woman”
CD “Lena – Banda Sonora” (2001) – tema “Lena”
Mixtape “Freestyle Connexion” (Novembro/2002) de DJ Bomberjack & DJ Lusitano – um tema (freestyle)
CD “Private Show” (Outubro/2002) de Gutto aka Bantú – participa nos temas “Hey (A Noite É Aqui)” e “Eu Imaginei”
CD “Longa Caminhada” (2002) dos Mess – participa no tema “Cum n’ Get It”
CD “Último Beijo – Banda Sonora” (2002) – temas “Bué de Rimas” e “A Carta Que Nunca Te Escrevi”
Colectânea “Nação Hip Hop – 10 Anos de rap em português” (Maio/2003) – tema “Velhos Tempos”
Colectânea “Hip Hop Nation #1” (Junho/2003) – tema “Mantém-te Firme”
Colectânea “Nação Hip-Hop 2005” (Janeiro/2005) – tema “Baza, Baza”
Colectânea “Hip Hop Nation #17” (Fevereiro/2005) – tema “Quem Sente, Sente”
Colectânea “Nação Hip-Hop 2006” (Março/2006) – tema “Hip Hop (Sou Eu e És Tu)”

Produções
Colectânea “Rapública” (1994) – temas “A Verdade” e “Generate Power”
Colectânea “TPC” (2000) – tema “Lado a Lado (HipHop)”

Fonte: Wikipédia