Biografia de Lucky Dube





Lucky Philip Dube (pronuncia-se “du-bê”) (Ermelo, 3 de Agosto de 1964 – Rosettenville, 18 de Outubro de 2007) foi um cantor de reggae sul-africano.

Gravou 22 álbuns em zulu, inglês e africâner em um período de vinte e cinco anos de carreira, e, foi o artista sul-africano que mais vendeu disco na história do reggae.

Dube foi assassinado em Rosettenville, subúrbio de Johannesburgo, na noite de 18 de outubro de 2007.

Início da vida
Lucky Dube nasceu em Ermelo, anteriormente chamada de Eastern Transvaal, e agora de Mpumalanga, em 3 de Agosto de 1964. Seus pais separam-se antes de seu nascimento e ele foi renegado pela sua mãe, Sarah, sua avó materna o baptizou de Lucky (Sortudo em inglês), pois ela considerou ele como um nascimento de sorte. Juntamente com seus dois irmãos, Thandi e Patrick, Dube passou grande parte de sua infância com sua avó, nesse momento a sua mãe mudou-se a trabalhao. Em 1999, em uma entrevista, revelou que sua avó foi descrita como “o amor maior”, e que “fez muitas coisas para tornar esta pessoa responsável que sou hoje.”

Início de sua carreira musical
Na infância, Dube trabalhou como jardineiro, mas, percebendo que ele não estava ganhando o suficiente para alimentar a sua família, ele começou a frequentar a escola. Lá ele e alguns amigos formaram o seu primeiro grupo musical, chamada The Skyway Band. Em quanto estava na escola, ele descobriu o movimento Rastafari. Aos 18 anos, Dube criou uma banda com os seus primos, The Love Brothers, tocando música Zulu pop music mais conhecida Mbaqanga.

Morte
Em 28 de outubro de 2007, Dube foi assassinado no subúrbio de Joanesburgo, em Rosettenville logo após ter deixado dois dos seus sete filhos e seu tio em suas casas. Dube estava dirigindo seu Chrysler 300C, na qual os assaltantes o perseguiram. Os relatórios da polícia suspeitam que ele foi morto a tiros pelos famosos carjackers. Cinco homens foram presos com a ligação no assassinato. Três homens foram julgados e considerados culpados. Em 31 de março de 2009, 2 dos homens tentaram fugir e foram capturados. Os homens foram condenados à prisão perpétua.

Ele deixou sua esposa Zanele, e sete filhos.

Discografia
Rastas Never Die (1984)
Think About The Children (1985)
Slave (1987)
Together As One (1988)
Prisoner (1989)
Captured Live (1990)
House of Exile (1991,1992)
Victims (1993)
Trinity (1995)
Serious Reggae Business (1996)
Tax man (1997)
The Way It Is (1999)
The Rough Guide To Lucky Dube (compilation) (2001)
Soul Taker (2001)
The Other Side (2003)
Respect (2007)

Fonte: Wikipédia